Série: Para que serve a História? Parte 7 – Cultura

                   
0
154

Por Denilson Alexandre Coêlho

A cultura reflete os sentimentos, as ideias, as opiniões e as ansiedades de um povo. É uma das válvulas de escape da sociedade ao lado da religião. É a forma de expressão do indivíduo e da comunidade a que pertence.

Mas, o que a cultura tem a ver com a História?

Vamos conhecer a História por traz de tudo?

As artes, pertencentes à cultura de um povo, podem ser expressas por esculturas, pintura, fotografia, arquitetura, literatura, teatro e tantas outras formas possíveis de expressão do indivíduo ou de uma coletividade.

Pelas esculturas, é possível conhecer e estudar as personalidades de cada momento histórico. A escultura é a materialização de um sentimento, ou de uma forma de ver o mundo ou a sociedade. Um exemplo de como a escultura pode marcar uma comunidade era o modo como gregos e romanos se utilizavam desta arte. Para os gregos, as esculturas que representavam seres humanos deveriam ser perfeitas, com músculos bem alinhados, formas simétricas e sem defeitos. Por isso existe um ditado popular que diz “aquela pessoa parece um deus grego”, justamente pelo modo como o ser humano era interpretado nas esculturas. Já os romanos, apesar de suas esculturas terem forte influência grega e mesmo sendo feitas com impressionante perfeição, seus traços não buscavam a perfeição humana, mas a perfeição em retratar o humano exatamente como era. Ou seja, buscar os verdadeiros traços da pessoa a ser retratada. Durante toda a Idade Média e a Idade Moderna as técnicas greco-romanas foram aperfeiçoadas e reconfiguradas. Com a chegada do século XIX e XX, as artes tomaram novos rumos, o abstrato, o impressionismo e tantos outros ismos transformaram o modo de pensar as artes.

A pintura seguiu rumos parecidos com a escultura. Desde os primórdios, o ser humano já utilizava paredes de cavernas e materiais diversos para se expressarem. No princípio eram apenas “rabiscos” que apresentava, à sua maneira, o cotidiano e situações importantes para aquele grupamento humano. Depois, as técnicas foram se aperfeiçoando até chegar à quase perfeição no século XIX, com pinturas que traziam tantos detalhes que pareciam reais. No entanto, eis que surge uma nova forma de expressão artística: a fotografia. No mesmo século XIX, a fotografia desestabilizou as bases da pintura. Não era mais necessário ficar horas em uma mesma posição e utilizando-se de variadas técnicas para obter um retrato. Com a fotografia, os resultados passaram a ser infinitamente mais rápidos. Com isso, a forma de se expressar por meio da pintura teve de se reinventar, e com isso surgiu o abstracionismo, o impressionismo, o expressionismo. Picasso, Salvador Dali, e tantos outros artistas fizeram da pintura um meio de se enxergar o interior do ser humano. As técnicas de pintura ao contrário do que se parece, só aumentaram em complexidade e em perfeição. Uma pintura abstrata não é só um borrão em uma tela, há toda uma prática artística e todo um modo de pensar o que será impresso em forma de pintura.

A fotografia é uma forma de arte mais recente. Somente no século XIX chegou ao conhecimento do ser humano a possibilidade de estampar uma imagem inalterável com a ação da luz sobre um papel específico. A fotografia é uma obra de arte. Depois que essa técnica de impressão surgiu, o passado se tornou mais palpável. Há fotos da Guerra Civil Americana que apresentam o dia a dia dos combatentes, há fotos da Guerra do Paraguai, da 1ª e da 2ª Guerra Mundial que retratam exatamente como era o cotidiano do soldado, há imagens também que retratam a vida no século XIX, XX e XXI. Essas impressões possuem um valor inestimável para a humanidade, pois possibilitam ter uma nova dimensão do mundo e do ser humano.

Nas origens da civilização, a arquitetura possuía um caráter basicamente funcional. As diversas construções serviam como moradia ou como templos. Eram construções simples mas que cumpriam com o seu objetivo. Na antiga Suméria, os zigurates eram edificações que mais pareciam pirâmides, não duravam mais que 30 ou 40 anos, pois os materiais utilizados não tinham grande durabilidade. Ao correr dos séculos surgiram outros formatos e novos materiais que elevaram sobremaneira a complexidade e a grandiosidade dos edifícios. Desde as pirâmides do Egito, os templos maias, incas e astecas, passando pela Acrópole da antiga Atenas, das maravilhosas cidades antigas romanas, chinesas, mesopotâmicas, pelos incríveis castelos europeus, até chegar ás espetaculares megaconstruções da atualidade. A arquitetura traz consigo as marcas e as assinaturas do momento em que foram criadas. E com isso, apresentam ao presente toda a evolução do cotidiano humano.

A literatura é a manifestação artística expressa em forma de escrita. Muitos historiadores afirmam que a História começa a partir do início da escrita. Há outros que afirmam que a História se inicia quando o ser humano começou a alterar o meio em que vive. Há ainda diversas outras correntes. Mas o fato é que a escrita possibilitou a transmissão do conhecimento de maneira mais eficaz e duradoura. Um exemplo do poder da escrita é que hoje temos acesso à primeira epopeia da humanidade, a Epopeia de Gilgamesh, ou à Ilíada, Odisseia, Eneida, os Lusíadas e tantos outros escritos transmitidos de geração em geração. Portanto, a literatura é um modo bem especial de apresentar as realidades humanas em todos os tempos.

A escrita também possibilitou outras formas de expressão artísticas, como o teatro e a música. Que também influenciaram e influenciam a humanidade apresentando o que há no interior do criador e na memória coletiva da sociedade.

Qual a qualidade do teatro e da música hoje??? Qual legado artístico/ cultural será deixado para as gerações futuras?

Esse questionamento cabe não só para o teatro e para a música, mas para todas as formas de expressão artística. A arte é o reflexo da sociedade. Que tipo de arte é criada hoje? Qual será o legado arquitetônico que será deixado? Que tipo de escultura ou pintura será estudado pelos pensadores do futuro?

Essa é a grande importância das artes e da cultura para a História e para a humanidade, pois a cultura é a materialização do pensamento e dos sentimentos de toda uma comunidade.

Fica a dica!!!

Deixe aqui um breve comentário.