Super Homem

                   
0
1041

Por Denilson Alexandre Coêlho

Em 1938, dois jovens norte americanos tiveram uma brilhante ideia. Criar um personagem imbatível e capaz de defender o planeta de todos os seus inimigos. Jerry Siegel e Joe Shuster foram os idealizadores do maior e mais forte super-herói de todos os tempos: o “Superman” ou “Super Homem”. Claro que a ideia não surgiu de repente. Shuster já havia escrito outras estórias sobre o gênero e ambos eram apaixonados por ficção científica. Mas nada comparado com o sucesso estrondoso do Homem de Aço, que rapidamente virou uma febre nos Estados Unidos. Nasce então a mitologia americana moderna.

A provável inspiração para a criação deste icônico personagem foi a prematura morte do pai de Siegel, em um assalto nos idos de 1932. Foi um grande trauma que somente um Super Homem seria capaz de superar.

O Superman surgiu em um momento muito oportuno da História dos EUA e do Mundo. No ano de 1938 o planeta estava tentando fugir dos efeitos devastadores da Grande depressão econômica que eclodiu em 1929. As instituições foram postas à prova pela sociedade, tendo em vista que a Primeira Grande Guerra Mundial havia destruído um sonho de estabilidade vendido a muito tempo pelas grandes potências de então. Além disso, os rumores e as ameaças de uma nova Guerra já se avistavam no horizonte, e, em 1939, teria início a Segunda Grande Guerra Mundial, sendo mais devastadora que a primeira.

Mas, por que este super-herói se tornou tão popular?

É simples. O Superman é o exemplo de um ser humano perfeito. É a própria materialização da ética e da moral. É a luz eterna que jamais se apaga, mesmo com sua morte. É a esperança de toda uma sociedade. Não há falhas ou desvios nele. Seu único ponto fraco é um objeto que nem se quer existe no planeta Terra. Esse é o Super Homem, o formato ideal e perfeito do ser humano.

Entretanto, deve ser observada uma grande ironia. Clark Kent não era deste planeta. Como pode ser o melhor do ser humano se nem humano ele é? Será que não há ninguém na Terra que possa ser um exemplo? Então o Superman é um imigrante intergaláctico que veio ao mundo para nos proteger e nos ensinar como devemos nos comportar?

Aqui é que vem a ironia.

Joe Shuster era um imigrante canadense que foi para os EUA em busca de melhores condições de vida. Ao encontrar com Siegel, criaram o maior de todos os super-heróis.  Ou seja, a salvação dos americanos são os imigrantes. Fica aqui uma reflexão.

Com o fim da 2ª Guerra, a popularidade do Homem de Aço foi consideravelmente reduzida, mas jamais foi esquecido. As décadas de 50 e 60 foram de muitas mudanças e reviravoltas na vida dos norte americanos, e com os super-heróis não foi diferente. Muitos foram criados outros caíram no esquecimento, mas o Superman ainda era a maior referência.

Durante a década de 1970, a democracia estadunidense passou por sua maior crise. O escândalo de corrupção chamado Watergate, que envolveu toda a cúpula do executivo federal americano abalou as estruturas democráticas do país. E somente uma pessoa poderia salvar os EUA desta crise de confiança: o maior e melhor super-herói de todos os tempos, aquele que é invencível e incorruptível, “O SUPERMAN”. Foi então que surgiu o primeiro filme do grande super-herói americano.Resultado de imagem para superman filme 1978

“Superman, O filme”, de 1978, foi um sucesso magnífico de bilheteria. Comparado com o sucesso de vendas de suas Histórias em Quadrinhos da década de 30. Mais uma vez o Superman livra o país das garras de seu maior inimigo: seus próprios habitantes.

Em 1980 o filme “Superman II” estreou nos cinemas americanos, mas sem o mesmo sucesso do primeiro filme. O mesmo ocorreu com Superman III (1983) e Superman IV (1987).

A década de 80 e 90 foi palco de uma nova crise americana. Com o petróleo em alta, a corrida armamentista e a corrida espacial cada vez mais insana contra a União Soviética, a economia americana se degradou e, com isso, o desemprego, a violência e a fome tomaram conta do país mais rico do mundo. Como Superman poderia superar mais essa crise? Na verdade não conseguiu. O maior de todos os super-heróis recebeu um golpe fatal e morreu na década de 90. Entretanto, foi mais um sucesso extraordinário. A revista em quadrinhos sobre a morte do Super Homem bateu recordes e o transformou, mais uma vez, no maior de todos os super-heróis. Mas não durou muito tempo, logo ele ressurgiu com o mesmo caráter e os mesmos super poderes de antes.

O século XXI não deixou o maior super-herói do mundo de lado. Após a Warner Bros assumir os direitos do Super Homem foi lançado em 2006, “Superman, O Retorno”. Também não teve o sucesso esperado, mas trouxe novo ânimo para a criação do filme Batman X Superman (2016) e Liga da Justiça (2017).

Os super-heróis nascem dos corações e dos anseios de seus criadores e da sociedade que o circunda. Eles são um reflexo do que ocorre com o meio em que seu autor está inserido. Os super-heróis modernos são criação dos Estados Unidos e são um retrato de sua visão de superioridade frente às demais nações do mundo.

O Superman é uma obra americana, que retrata a sociedade americana, mas que se expandiu para todo o planeta. Com isso, se tornou um personagem com um propósito nobre e universal: proteger o mundo de seus habitantes.

Fica a dica!!!!

Quer saber mais? Leia:

CAMPBELL, Joseph. (org.). Mitos, sonhos e religião. Rio de Janeiro : Ediouro, 2001.

_________________. O poder do mito. São Paulo: Palas Atena. 1990.

ELIADE, Mircea. Tratado de história nas religiões. 2ª ed. São Paulo: Martins Fontes. 1998.

FRIEDEN, Jeffry A. Capitalismo Global: história econômica e política do século XX. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

HOBSBAWM, Eric. Era dos Extremos: O breve século XX: 1914-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

REIS FILHO, Daniel Aarão (org). O Século XX: o tempo das crises. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005.

SOUSA, Eudoro de. Mistério e Surgimento do Mundo, Mitologia 1. Brasília: EdUnB. 1988.

SOUSA, Eudoro de. História e mito – mitologia 2. Brasília: EdUnB. 1988.

WALLERSTEIN, Immanuel. Capitalismo Histórico e Civilização Capitalista. Rio de Janeiro: Contraponto, 2001.

Documentário: Super-heróis decifrados: HistoryChannel, 2017.

Site: Wikipedia

https://pt.wikipedia.org/wiki/Superman_no_cinema

Deixe aqui um breve comentário.