A morada de Jesus

                   
0
1398

Por Denilson Alexandre Coêlho

Segundo os cristãos, Jesus nasceu a 2017 anos. Deixando de lado religiões, ideologias ou crenças, vamos analisar a localidade em que este grande personagem da História viveu.

Segundo inúmeros estudos sobre a vida de Jesus, a cidade de Nazaré é o local mais provável para seu nascimento. Mas, como era esta cidade?

Nazaré era um povoado muito pequeno situado em uma região montanhosa da Galileia. Por isso diversas vezes Jesus era chamado de Galileu, ou Jesus de Nazaré.

Não há muitos relatos sobre este povoado. No tempo em que Jesus nasceu, havia apenas duzentos a quatrocentos habitantes. Um número ínfimo para ser considerada no mapa.

As casas geralmente eram construídas com apenas um único cômodo em que dormia toda a família e animais. As casas eram geminadas e davam para um pátio compartilhado com mais três ou quatro famílias do mesmo grupo.

Tudo acontecia no seio da família de Nazaré. Era o local em que as pessoas nasciam, aprendiam, trabalhavam e morriam. Tudo girava em torno da família: hospital, escola, trabalho e descanso. Um ponto interessante a ser destacado é que a família não se resumia a pai, mãe e filhos. Todo o círculo familiar vivia junto, desde avós, pais, filhas, filhos, tias, tios primas, primos, etc. Com muita frequência, as aldeias, povoados e cidades se formavam a partir de grupos familiares. Jesus, com certeza, viveu em um extenso círculo familiar.

A expectativa de vida de um morador de Nazaré era de aproximadamente 30 anos. Pois a alimentação era escassa e as condições sanitárias eram mínimas.

Os ensinamentos judaicos em Nazaré eram difundidos pelos seus próprios habitantes. Nenhum grande mestre da lei iria se preocupar em ensinar neste pequeno povoado. Jesus recebeu um ensinamento religioso simples e familiar, pois não havia templos. O único templo sagrado para os judeus estava situado na grande Jerusalém.

Não existiam muitos empregos disponíveis. Para os moradores de Nazaré só restavam seguir a profissão dos pais, ou seja, os trabalhos do campo ou trabalhos manuais nas cidades, tais como agricultura, marcenaria, carpintaria e artesanato em geral.

Jesus não nasceu em um grande centro urbano. Não nasceu em uma família abastada. Não nasceu em uma casa grande e luxuosa. Jesus viveu em um pequeno povoado esquecido no interior de uma terra esquecida,  um pequeno povo dominado pelos romanos. Nazaré era a periferia, da periferia, da periferia.

Jesus de Nazaré, o simples e humilde galileu.

Fica a dica!!!

Quer saber mais? Leia:

PAGOLA, José Antônio. Jesus: aproximação Histórica. 6ª Ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2013.

Deixe aqui um breve comentário.