Patrimônio Cultural

                   
0
467

Por Denilson Alexandre Coêlho

A História é feita de arquivos, objetos, costumes, artefatos, tradições, lembranças coletivas, heranças culturais (seja material ou imaterial), objetos arqueológicos, dentre outros. Tudo o que se conhece do passado se dá pelo resgate do que os antepassados deixaram e tudo o que os contemporâneos conservaram.

A História como disciplina acadêmica visa interpretar as ações do ser humano no tempo, no espaço, nas ideias e em tudo o que liga o passado com o presente e o futuro. Mas, para isso, é necessário que haja ferramentas de análise do homem no tempo. Dentre elas, os conhecimentos tradicionais são de suma importância para o historiador, pois são a identidade de uma comunidade, de uma população ou de uma sociedade como um todo. A tradição de um povo não serve para engessar o homem, mas para lembrá-lo dos atos de seus antepassados.

No ENEM de 2016 a questão número 11, da prova azul, do caderno 1, apresenta uma imagem de uma pessoa construindo um instrumento e um pequeno texto que fala sobre a necessidade de eleger novas formas de enxergar e lembrar o passado, como forma de identidade.

A pergunta a ser respondida na questão foi: os bens explicados no texto e mencionado na figura se identificam como? Os conhecimentos tradicionais são os que mais se aproximam da resposta correta. Ou seja, a letra E da questão 11 é a correta.

Veja abaixo, a questão na íntegra.

QUESTÃO 11 Prova Azul, Caderno1, ano 2016

TEXTO I

Disponível em: http://portal.iphan.gov.br. Acesso em: 6 abr. 2016.

TEXTO II

A eleição dos novos bens, ou melhor, de novas formas de se conceber a condição do patrimônio cultural nacional, também permite que diferentes grupos sociais, utilizando as leis do Estado e o apoio de especialistas, revejam as imagens e alegorias do seu passado, do que querem guardar e definir como próprio e identitário.

ABREU, M.; SOIHET, R.; GONTIJO, R. (Org.). Cultura política e leituras do passado: historiografia e ensino de história. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.

O texto chama a atenção para a importância da proteção de bens que, como aquele apresentado na imagem, se identificam como:

A Artefatos sagrados.

B Heranças materiais.

C Objetos arqueológicos.

D Peças comercializáveis.

E Conhecimentos tradicionais.

Deixe aqui um breve comentário.