Tróia

                   
0
723

Por Denilson Alexandre Coêlho

O filme “Tróia” que teve sua estreia em 2004, dirigido por Mike Newell. Foi uma superprodução da Warner Bros.

Baseado em um das Epopeias escrita por Homero. O filme retrata de forma brilhante uma das maiores obras já escritas pela humanidade. A Ilíada, conta a história da mitológica batalha entre Grécia e Tróia. Conhecida pela estratégia grega vencedora em que  o cavalo de Tróia foi o ponto culminante que derrubou a fortificada cidade de Tróia.

Segundo a epopeia, Páris, filho do Rei de Tróia, se apaixonou e raptou Helena, esposa do temido Rei de Esparta (cidade-Estado grega) Menelau.

Ao saber da partida de Helena, Menelau prepara seu Exército e navega rumo à cidade de Tróia. Após mais de 10 anos de intensas batalhas, a Grécia sagra vencedora, graças ao seu grande herói Aquiles (semi deus filho de Peleu Rei dos Mirmidões e Tétis, deusa grega).

O filme apresenta uma maneira muito interessante e realista de enxergar a realidade por traz da mitologia. De maneira especial, destaca-se dois pontos significativos:

O cavalo de Tróia: presente grego dado aos troianos, (por isso a expressão “presente de grego”) foi um cavalo feito de madeira e oco, onde ficaram escondidos vários gregos que, ao entrar na cidade, conseguiram iniciar a destruição de Tróia;

O calcanhar de Aquiles: segundo a mitologia, Aquiles, ao nascer, foi banhado no rio Estige e se tornou invulnerável. Mas um pequeno detalhe mudou todo o curso de sua vida. Aquiles foi segurado pelo calcanhar, do qual não foi tocado pelas águas do mitológico rio. A partir de então, o único ponto vulnerável de Aquiles era seu calcanhar (por isso a expressão “calcanhar de Aquiles” para designar o ponto fraco de alguma pessoa).

O Diretor foi muito feliz ao escrever esta versão que se tornou uma superprodução, pois contou a história sem fugir do original e explicou pontos delicados como o cavalo e o calcanhar de Aquiles de forma muito inteligente e criativa.

Não contarei mais para não perder a graça. Assista o filme e perceba os detalhes interessantes apresentados pelo diretor.

Por isso é tão importante assistir filmes. E mais importante é assistir aos filmes sabendo a verdadeira História por traz deles.

Fica a dica!!!!

Quer saber mais? Leia:

AYMARD, André e AUBOYER, J. O Oriente e a Grécia Antiga. Volume I. São Paulo: Difel, 1970.

BRANDÃO, Junito de Souza. Mitologia Grega. Petrópolis, RJ: Ed. Vozes, 1997.

BRUNEL, Pierre (Org). Dicionário dos mitos. Brasília: UnB, 1998.

BULFISH, Thomas. O livro de ouro da mitologia. Rio de Janeiro: Ediouro, 1999.

HATSFELD, Jean. História da Grécia Antiga. Lisboa: Europa-América, 1977.

GRIMAL, Pierre. Mitologia Grega.  Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

VERNANT, Jean Pierre. O universo, os deuses, os homens. São Paulo: Cia das Letras, 2000.

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-126678/

Deixe aqui um breve comentário.